Black Friday: advogado orienta consumidor para não cair na "Black Fraude" na semana de promoções

 

Enquanto lojistas querem recuperar o tempo perdido, os consumidores estão procurando pelos menores preços. Nesta enxurrada de descontos, quem quer aproveitar a oportunidade precisa ter cuidado com alguns detalhes para não cair em ciladas enquanto age por impulso. Ou seja não cair na "Black Fraude".

Quem alerta é o advogado especialista Rafael Pinheiro (foto) que informa de como se proteger de fraudes na Black Friday que esta por vir agora no dia 27/11/2020, a última sexta-feira do mês.

Diversas vezes, as vítimas são atraídas por ofertas que aparentam ser imperdíveis, caindo numa prática chamada phising, que representa o total de 90% dos golpes na internet.

Em golpes como esse, os dados pessoais e financeiros das pessoas são roubados, principalmente por falsos e-mails e páginas da internet que simulam sites de compras.

Em Compras na internet o consumidor deve ficar o mais atento possível para evitar cair em golpes.

O consumidor deve desconfiar de produtos ou serviços com preços fora da realidade, isso pode ser indicio de fraude.  Deve ainda ficar atento as formas de pagamento e desconfie se houver poucas opções, pessoas mal-intencionadas aplicam golpes via emissão de boletos falsos, direcionando o pagamento para uma conta de pessoa física e não a uma empresa, ou informam que o único meio de pagamento disponível é o depósito em conta;

Verifique no site se é possível ver o CNPJ da empresa ofertante, localizando-o faça uma busca rápida na receita para averiguar se está tudo correto, ou se trata de um CNPJ falso, ou fora aberto recentemente;

Evite compras em sites que não sejam com.br, devido a identificação por meio do WHOIS se sites estrangeiros ser de difícil identificação, normalmente lojas conhecidas e honestas usam, .com.br;

Consulte sites de reclamações dos consumidores sobre as empresas, como o Reclame aqui;

Cheque se a loja tem ao menos uma política de segurança (https-criptografia de 128bits, certificados digitais, site blindado), possui telefone, e-mail do SAC e se consta a política de devolução e troca no site e fique atento a aparência das páginas, páginas fraudulentas costumam ter mal acabamento;

Como regra, as grandes empresas de compra e venda na internet não mantém contato com o cliente por meio de de aplicativos de mensagens, portanto sempre desconfie.

 Portanto fique o mais atento possível, e caso seja leigo em compras online peça ajuda a algum conhecido de confiança ou de preferencia a lojas conhecidas e aplicativos oficiais.

Conheça o site do escritório: www.advogadocataguases.com.br

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem