O saque aniversário é a nova modalidade de recebimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Os nascidos em março e abril que optaram por esta modalidade em seus meses de aniversários, recebem seu benefício a partir deste mês.


O dinheiro estará disponível na data escolhida, no dia 4 de maio, ou no dia 11 de maio. Recebendo no dia 11 o segurado tem direito aos juros e correção monetária.

O trabalhador vai sacar o dinheiro através do canal que escolheu no momento que optou pelo saque aniversário. Entre esses canais estão os terminais de autoatendimento, as casas lotéricas ou a conta de outra instituição financeira.

O segurado que preferir mudar o saque para o crédito digital através do App FGTS, para evitar o descolamento até uma agência, pode fazê-lo.

Assim vai receber o dinheiro em uma conta de qualquer banco. Porém a data final para a mudança é 24 de julho para receber o valor em 31 de julho.
Valor de saque

Os trabalhadores poderão receber entre 5% a 50% do fundo, e isso varia de acordo com o quanto já possuem na conta. Também foram inclusas parcelas adicionais que devem fazer parte do saque aniversário do FGTS.

As alíquotas aplicadas sobre o fundo foram definidas nesta tabela:



Calendário saque aniversário FGTS

Nascidos em janeiro e fevereiro: saque de abril a junho de 2020;
Nascidos em março e abril: saque de maio a julho de 2020;
Nascidos em maio e junho: saque de junho a agosto de 2020;
Nascidos em julho: saque de julho a setembro de 2020;
Nascidos em agosto: saque de agosto a outubro de 2020;
Nascidos em setembro: saque de setembro a novembro de 2020;
Nascidos em outubro: saque de outubro a dezembro de 2020;
Nascidos em novembro: saque de novembro de 2020 a janeiro de 2021;
Nascidos em dezembro: saque de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.

Regras

Os trabalhadores que optarem pelo saque-aniversário não poderão sacar o total da conta por motivo de demissão, mas têm direito a todas as demais modalidades de saque, que incluem a multa rescisória, por exemplo.

Demais saques ficam mantidos, como para a compra da casa própria, doenças graves, aposentadoria e outros casos que já estão previstos anteriormente na lei.