Os beneficiários do programa Bolsa Família também podem receber o auxílio emergencial de R$600. Os trabalhadores que se enquadram nas regras sacarão o benefício que for mais vantajoso para ele e sua família. Com isso, o benefício foi multiplicado para pelo menos 14,27 milhões de famílias.


As famílias que recebem o Bolsa Família viram o benefício multiplicar de valor com a pandemia do coronavírus. 

Entre os meses de abril e maio, foram beneficiados pelo programa 14,27 milhões de famílias.
Antes aqueles que recebiam o benefício de até R$205 por mês, passaram a ter em mãos valor três a seis vezes mais, entre R$600 e R$1,2 mil mensalmente pelo período de três meses, que é o período previsto de duração do auxílio emergencial.

A principal dificuldade que o governo tem para distribuir o benefício é chegar até as 11 milhões de pessoas que não estavam cadastradas em programas sociais antes da pandemia da covid-19.
Em questão de meses, o programa social deixou de ser um alvo de descaso da administração pública, para se tornar a solução de distribuição dos recursos para os mais vulneráveis.

No mês de fevereiro a fila de brasileiros que aguardavam para entrar no Bolsa Família chegava a 3,5 milhões de pessoas.

Mas, no meio da pandemia, o cadastro e a rede de distribuição do programa garantiram a via mais rápida de distribuição do auxílio emergencial pelo governo.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem